Convênio garante 360 vagas para curso de informática básica

A Prefeitura de Rondonópolis e o Serviço de Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) realizaram a aula inaugural do curso de informática básica que vai capacitar 360 pessoas por meio de aulas presenciais e também on-line na modalidade educação a distância EAD.

O convênio que viabilizou o curso foi firmado entre a Prefeitura, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setas) e o Senai. O modelo de parceria foi o primeiro realizado com o Estado e Rondonópolis é o único município que está investindo recurso na compra dos cursos para oferecer gratuitamente para a população, como lembrou o coordenador do Senai Rondonópolis, Adriano Bellini.

Para o curso presencial foram oferecidas 200 vagas, todas já preenchidas. Na modalidade EAD foram colocadas a disposição da comunidade 160 vagas e desta ainda é possível se inscrever para fazer o curso. Os interessados devem procurar uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e buscar uma das vagas remanescentes.

O prefeito Zé Carlos do Pátio comentou que esses cursos são importantes para a formação e qualificação dos cidadãos. Ele lembrou que ainda essa semana cerca de 150 pessoas concluíram cursos de capacitação nas áreas da beleza, estética, culinária e artesanato.

Para a secretária de Promoção e Assistência Social do município, Iriana Cardoso o mercado de trabalho exige muito e os trabalhadores que ficam ‘parados’ não vão conseguir acompanhar o avanço profissional.

Os alunos que optaram por fazer curso na modalidade EAD poderão terão 20% das aulas presenciais e o restante podem fazer em casa ou de qualquer outro lugar pelo computador com acesso à internet. Para quem não tem o equipamento o Senai disponibilizou dois laboratórios com 50 computadores cada para que esses alunos possam frequentar as aulas.

A equipe da gestão municipal aproveitou a oportunidade de estar com os alunos para ouvir sugestões de cursos que poderão ser implementados por meio dessa mesma parceria no ano que vem.

Comentários Facebook