Trabalho e estudo remotos aumentam as vendas de celulares e equipamentos de informática

A nova realidade vivenciada no Brasil e no mundo mexeu com a rotina de todos. Trabalho, estudos, lazer e entretenimento tiveram de ser adaptados e incluiu mais tecnologia no dia a dia das pessoas para encurtar o distanciamento social recomendado pelas autoridades em saúde. Reuniões virtuais e lives nas redes sociais dominam a agenda de muitos profissionais. Essas mudanças refletiram positivamente em alguns setores do varejo, como os de telefonia, informática e serviços de telecomunicação.

Nas lojas, os consumidores buscam celulares e equipamentos mais modernos, com maior capacidade de armazenamento, qualidade de som e imagem, e velocidade. Acessórios como fones de ouvido, microfones e webcam estão entre os itens mais procurados para auxiliar nas reuniões virtuais, que passaram a ser rotina em praticamente todas as atividades profissionais.

E para quem precisa de algum aparelho novo, seja para trabalhar, estudar ou simplesmente se divertir,os fabricantes reúne uma série de lojas que oferecem produtos para atender às necessidades dos clientes nesse “novo normal”.

“Muitos vêm em busca de equipamentos porque estão em home office e precisam fazer muitas reuniões virtuais. Quem tem filhos na escola também teve de providenciar equipamentos para eles assistirem às aulas online”.

Celulares e tablets – Dados da consultoria IDC Brasil, líder no mercado de pesquisas em tecnologia da informação, indicam aumento de 16% nas vendas de computadores no 1º trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2019. Foram cerca de 1,47 milhão de novos equipamentos vendidos no país. A alta chegou a 17,2% no segmento corporativo. Em torno de 72% das vendas foram de notebooks e 28% de desktops. O início da pandemia teve peso nesse resultado.

Outro segmento que registra crescimento nas vendas é o de telefonia móvel. Nas lojas os gerentes comercial afirma que as vendas de agosto estão 62% maiores que no mesmo mês do ano passado e que em julho, mesmo com a loja fechada, as vendas cresceram 102% em relação a igual mês de 2019. “Trabalhamos remotamente durante todo o período que as lojas estiveram fechadas, usando site e redes sociais. Tivemos um resultado surpreendente”.

os produtos mais procurados são da linha iPhone 11 Pro, que representam 60% das vendas.

“Hoje a linha Pro tem a tecnologia mais avançada em smartphone, com velocidade de processamento e imagem de alta qualidade, maior potência em câmera, software de inteligência que faz ajustes de iluminação.

Tem sido muito comprado por quem trabalha como influenciador digital, por exemplo”, linha, os celulares custam de R$ 6,3 mil a R$ 9 mil. Por conta da pandemia, outro produto bastante procurado na loja, segundo os gerentes, é o iPad, para auxiliar os alunos que estão estudando em casa. A linha de entrada dessa categoria custa a partir de R$ 3,199 mil.

Na Samsung, a demanda também subiu. O gerente de Vendas , afirma que as vendas de celulares e tablets aumentaram significativamente em agosto. Segundo ele, os consumidores querem custo-benefício na aquisição. Na unidade, o modelo A31 é o mais vendido e atende os requisitos listados pelos clientes. Tem 128 gigas de armazenamento, com muita capacidade para guardar arquivos e fotos, boa resolução para as fotos e outras funcionalidades. Ao custo médio de R$ 1,799 mil, ele diz que o modelo tem sido o preferido dos clientes. “Aqui também temos um consultor técnico que faz a transferência dos arquivos, contatos e aplicativos do antigo para o novo aparelho e os clientes saem satisfeitos com a praticidade da nova aquisição”. Com relação aos tablets, Jean Carlos conta que o mais procurado é o Tab S6 Lite, que tem boa configuração e processador, e vem com caneta. “É o preferido de quem estuda e trabalha”.

De celulares, segundo dados da IDC, foram vendidas 10,4 milhões de unidades no 1º trimestre de 2020. Do total, 9,8 milhões foram smartphones e 544 mil foram de feature phones.

Pacotes de dados

Além de aparelhos mais potentes, os consumidores precisaram ampliar seus planos de telefonia e internet, para trabalhar e curtir os momentos de folga em casa assistindo a conteúdos oferecidos por empresas de streaming “As pessoas estão ficando mais em casa e querem internet e TV, para ter mais opções de canais para assistir”. Na telefonia móvel, ela diz que tem pacotes a partir de R$ 139,99 de celular com internet no plano Família com três linhas.

Plataformas para compras

Vale lembrar que oferece plataformas de compras para os consumidores que preferem fazer a aquisição sem contato presencial. Nas redes sociais (Instagram e Facebook) e no site das empresas, está disponível a lista

 

 

Comentários Facebook