Após demanda de suinocultores de MT, Conab realiza leilão de milho

Associado da Acrismat procurou a estatal interessado em adquirir o grão, que junto com o farelo de soja compõe a alimentação dos suínos

Preço elevado do milho, que recentemente atingiu o recorde de R$ 81,48 (saca de 60 quilos), deve se manter neste patamar mesmo após a colheita da safra 2020/2021. A perspectiva faz com que a suinocultura em Mato Grosso acenda o alerta em relação aos custos de produção, visto que o grão é um dos principais componentes da alimentação dos animais.

Procurada por um suinocultor associado à Acrismat, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizará nesta quarta-feira (06.01), leilão para compra e entrega futura de seis mil toneladas de milho em grãos tipo 1, da safra 2020/2021. De acordo com o edital, o preço máximo de aceitação para fechamento da compra será de R$ 0,7167/kg (equivalente a R$ 43,00 a saca de 60 kg), para o produto posto no armazém indicado, valor bruto com os impostos a descontar.

Superintendente regional da Conab em Mato Grosso, Francielle Tonietti Capilé Guedes, afirma que o suinocultor apresentou à estatal uma demanda com a quantidade que ele estaria disposto a comprar e o preço máximo que poderia pagar. “Recentemente apresentamos às associações que representam os segmentos do agronegócio, como a Acrismat, a possibilidade de a Conab intermediar a relação entre o comprador e o vendedor através do Leilão Pra Você, que é o que aconteceu neste caso. Reforçamos ainda que a instituição realiza uma espécie de assessoria para o comprador com relação aos preços, em que é feita uma análise de mercado para saber qual o valor compatível na data futura que está sendo realizado o leilão”.

Segundo o presidente da Acrismat, Itamar Canossa o setor sente a alta dos preços dos insumos desde o início da pandemia e o custo da produção é algo preocupante para o início de 2021. “Não só o milho, mas o farelo de soja também valorizou muito no último ano. Ambos são os principais componentes da alimentação dos animais. Este leilão realizado pela Conab será uma forma de os suinocultores se anteciparem e tentarem garantir pelo menos uma parte dos insumos para os próximos meses com um preço melhor”, afirmou.

De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), 54,7 % da safra 2020/2021 de milho no Estado já havia sido vendida até o último dia 13 de outubro, índice 30,5% superior ao registrado em igual período do ano passado, quando a comercialização do grão estava 76% acima da média histórica.

Comentários Facebook