Corinthians deixa a desejar e é derrotado pelo Bragantino


Na noite de segunda-feira (25), o Corinthians entrou em campo novamente pelo Campeonato Brasileiro. Pela 32ª rodada da competição, o Timão foi superado pelo o Red Bull Bragantino por 2 a 0, na Neo Química Arena.

Timão escalado!

O técnico Vagner Mancini decidiu começar o jogo contra o Red Bull Bragantino escalado com: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil, e Fábio Santos; Gabriel, Ramiro, Gustavo Silva, Cazares e Mateus Vital; Jô. Durante o jogo, também entraram Léo Natel, Otero, Luan, Everaldo e Gabriel Pereira. Ainda estavam no banco de reservas: Walter, Raul Gustavo, Marllon, Michel Macedo, Camacho, Cantillo, Xavier, Léo Natel, Luan, Otero, Everaldo e Gabriel Pereira.

Primeiro tempo

Logo no início, o Corinthians foi surpreendido com um chute de fora da área do Red Bull Bragantino. Helinho arriscou e acertou o canto rasteiro do Timão, no primeiro minuto do duelo.

Mesmo atrás no placar, o Corinthians seguia criando chances no duelo. Aos sete minutos, Vital arriscou de fora da área e por pouco o goleiro adversário não entrou com a bola no gol.

Momentos depois, aos 11, mais um chute de média distância. Desta vez, Ramiro arriscou da entrada da área, mas Cleiton defendeu. Aos 15 minutos, Fagner também tentou, mas a bola ficou com o goleiro do Red Bull Bragantino.

O Alvinegro continuava pressionando o time de Bragança, mas esbarrava nas defesas do goleiro Cleiton. Aos 26, Cazares tentou após passe de Gustavo Silva, mas a bola ficou nas mãos do jogador adversário.

Aos 41 minutos, o Red Bull Bragantino chegou ao segundo gol. Claudinho recebeu dentro da área e chutou sem chances para o Cássio.

Segundo tempo

Com uma postura mais agressiva, o Timão chegou ao ataque com menos de um minuto da etapa final. Léo Natel tentou cruzar a bola para área, mas o goleiro do Red Bull Bragantino cortou a jogada e ficou com a bola.

O jogo no segundo tempo ficou mais concentrado no meio-campo e com poucas chances criadas por ambas as equipes. O chute de fora da área seguia sendo um recurso explorado pelo Alvinegro. Aos 20 minutos, Otero arriscou do bico da grande área, mas a bola passou rente à trave direita.

O Corinthians continuou buscando os gols necessários para igualar o placar, mas esbarrou na postura defensiva do Red Bull Bragantino, que conseguiu manter a vantagem adquirida ainda na primeira etapa.

Comentários Facebook