25.6 C
Rondonopolis, BR
quarta-feira, abril 14, 2021
Início Esportes Em coletiva de despedida, Ricardinho se emociona: “O Ceará é o maior...

Em coletiva de despedida, Ricardinho se emociona: “O Ceará é o maior clube do Brasil para mim”


A tarde dessa terça-feira, 16/03, foi de muita emoção do CT de Porangabuçu, casa alvinegra. Em coletiva de imprensa guiada, o meia Ricardinho se despediu de torcedores, jogadores, comissão técnica e colaboradores do Ceará. O atleta está de saída do clube, após oito temporadas e oito títulos pelo Vozão. Com 338 jogos, o Maestro é o 10º atleta que mais jogou pelo Mais Querido.

Antes de responder perguntas da imprensa, o presidente Robinson de Castro congratulou Ricardinho com camisa emoldurada e placa de homenagem. Nas costas da camisa, as duas taças da Copa do Nordeste. O atleta fez parte das duas campanhas invictas da Copa do Nordeste, em 2015 e 2020. “O Ricardinho é um dos melhores jogadores que esse clube já teve. É uma pessoa que serve de exemplo para todo mundo. A palavra é só de gratidão”, revelou Robinson.

Antes das atividades em campo, em episódio inédito, todo o elenco do Ceará entrou de surpresa no espaço da entrevista e aplaudiu de pé Ricardinho. Nesse momento, o meia se emocionou e chorou. Capitão do time, o zagueiro Luiz Otávio também falou. “Quando eu cheguei em 2017, aprendi muito com o Ricardinho. Ele tem que se orgulhar muito de tudo que construiu aqui. Eu desejo sucesso acima de tudo, mas que você, Ricardinho, continue trilhando os caminhos que Deus preparou para você”, emocionou-se.

Atuante nas temporadas 2007, 2013, 2014, 2015, 2017, 2018, 2019, 2020 e 2021, o ídolo alvinegro conquistou 4 estaduais, 2 títulos invictos do Nordestão, 1 Taça Asa Branca e 1 Copa dos Campeões. Pelo Alvinegro, Ricardinho também participou da campanha do acesso em 2017. O meia usou as camisas 16, 10, 7, mas foi com a 8 que ele mais entrou em campo. Ricardinho é casado e tem duas filhas. Manuela, mais nova, é cearense.

Bastante emocionado, Ricardinho agradeceu por todo o carinho recebido durante a trajetória no Vozão. “Títulos, números e conquistas passam, mas o que fica mesmo é a convivência diária aqui dentro. É poder compartilhar, chorar a dor do companheiro, escutar os funcionários, ajudar. Essa gratidão no coração me fez crescer muito como ser humano. Saio mais grato ainda por cada um de vocês por ter feito parte da minha vida. O Ceará é o maior clube do Brasil para mim”, garantiu.

Comentários Facebook