Proposta busca minimizar impactos financeiros da pandemia aos servidores


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Representante dos servidores públicos dentro do Parlamento, o deputado estadual João Batista dos Sindspen (Pros) apresentou durante a sessão da última terça-feira (23), a Indicação nº 2069/2021, para que se aumente a margem do empréstimo consignado de 30% para 40% dos servidores públicos estaduais. O pedido, além do governador e o chefe da Casa Civil, também foi direcionado ao secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra. 

A proposta, como explicou o deputado, tende combater os avanços do novo coronavírus (covid-19), além de tentar diminuir os impactos causados pelo aumento da alíquota previdenciária, que passou de 11% para 14%, reduzindo o salário dos servidores, ativos e inativos. 

“Espero que nossos gestores do Poder Executivo atendam esta indicação e colaborem com a luta contra a covid-19. É nosso dever minimizar os impactos gerados com a pandemia, assim como todo o transtorno causado com o aumento da alíquota aos servidores públicos ativos e inativos de Mato Grosso”, disse João Batista. 

De acordo com o parlamentar, que é policial penal de carreira e tem como principal bandeira a luta pelo funcionalismo público, a demanda partiu após vários servidores o terem procurado relatando as dificuldades enfrentadas no orçamento. 

“Tal solicitação é uma reivindicação de inúmeros servidores e vem ae encontro a Medida Provisória nº 1006/20, que amplia a margem de empréstimo consignado a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), para 40% do valor do benefício”, finalizou. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook