Temendo judicialização de medidas restritivas, deputado faz apelo por conscientização


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) fez um apelo, na manhã desta quinta-feira (25), durante coletiva de imprensa, em Sorriso, para que entidades representativas e a sociedade de modo em geral respeitem as orientações repassadas pelas autoridades de saúde e, desta maneira, evitem o aumento de casos notificados da covid-19.

Na oportunidade, Dal Molin demonstrou preocupação quanto a possibilidade de uma intervenção judicial por parte da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) o que, segundo ele, poderia agravar ainda mais a situação do setor produtivo.

“A conscientização da sociedade é a forma mais eficaz para evitarmos a aplicação de medidas restritivas mais rigorosas. É importante que cada um faça sua parte, só assim conseguiremos frear o avanço da doença”, avalia.

Nessa quarta-feira (24), o deputado emitiu um ofício a governadoria, bem como à diferentes entidades representativas, recomendando a instalação de novos centros de triagem, criação de campanhas de conscientização e orientação. Outra sugestão, se refere a implantação de canais que possibilitem que à população faça denúncias contra aglomerações, entre outras transgressões, nos 141 municípios de Mato Grosso.

“O setor produtivo tem cumprido à risca as imposições do decreto estadual. Por outro lado, vemos um certo relaxamento por parte da sociedade. Temos conhecimentos de festas clandestinas, aglomerações em eventos familiares, entre outras imprudências nocivas a saúde da coletividade. É preciso a conscientização da sociedade, caso contrário estaremos caminhando num caminho sem volta, qual seja, o aumento no número de mortes em decorrência da covid, o fechamento de empresas e o desemprego em massa”, alerta Xuxu Dal Molin.

O ofício recomendatório foi encaminhado aos presidentes das seguintes entidades: Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM); União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (Ucmmat), Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Federação das Câmara de Dirigentes Lojistas (FCDL), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), Federação da Agricultura e Pecuária (Famato), Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook