Nova proposta da Previdência avança em mais uma rodada de discussão na Casa Civil


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O projeto da nova alíquota da contribuição previdenciária dos aposentados e pensionistas voltou a ser tema de reunião, no Palácio Paiaguás, na tarde desta quarta-feira (31). A pauta incluiu também alternativas para reduzir o sofrimento dos aposentados portadores de doenças raras.
A reunião contou com a participação do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), e membros da comissão especial, composta por deputados estaduais, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho e de representantes da Mato Grosso Previdência – MTPrev.
Botelho relatou, em suas redes sociais, que houve avanços na discussão e que a proposta deverá ser apresentada nos próximos dias, após ajustes necessários. “Houveram grandes avanços em relação a proposta que determinará a nova alíquota da Previdência daqueles que recebem até o teto do INSS. Como também dos portadores de doenças raras. Ambos avançaram e logo estaremos apresentando esses projetos”, afirmou Botelho.
Botelho encampou essa força-tarefa para buscar uma solução que ajude a categoria que, segundo ele, foi duramente penalizada, desde que passaram a ser taxados em 14% de contribuição da Previdência, devido à manutenção do veto do governo ao Projeto de Lei Complementar 36/2020, que revogava esse desconto até o valor do teto do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook