Claudinei averigua a habilitação dos leitos UTI Covid-19 no Hospital Regional de Rondonópolis


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Com a previsão da instalação de 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19, no Hospital Regional de Rondonópolis, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) esteve reunido com a diretoria da unidade de saúde, neste sábado (10), para verificar de perto como estão os trâmites para a devida habilitação para início do atendimento dos pacientes infectados nos municípios das regiões sul e sudeste de Mato Grosso.

No encontro, o parlamentar tomou conhecimento que a empresa contratada de Primavera do Leste, vencedora do processo licitatório que firmou contrato de seis meses no valor de R$ 8,6 milhões com o governo estadual, não havia cumprido todas as exigências contratuais. “Esperamos que a empresa contratada possa dar celeridade na regularização das documentações necessárias para não prejudicar as pessoas que necessitam de assistência médica perante essa pandemia que enfrentamos há um ano”, posiciona o parlamentar.

SES – Alguns vereadores de Rondonópolis ficaram na frente da Unidade de Saúde, na última sexta-feira (9), para buscar informações sobre os motivos de os novos leitos do hospital não estarem em funcionamento. Eles também alegaram que foram informados que já seriam inaugurados os leitos para prestar o devido atendimento à população. Diante disso, neste mesmo dia, Claudinei entrou em contato por telefone com o secretário de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo, para ter os devidos esclarecimentos.

“No final da tarde conversei com o secretário Gilberto para saber se realmente estes leitos estavam certinhos para o funcionamento. O problema que ele me apontou foi sobre a empresa contratada que recebe do governo estadual e é responsável pela equipe técnica que envolvem profissionais de saúde que são capacitados para atuar em UTIs. A empresa fica responsável em fazer a contratação de pessoal, fazer as escalas e a aquisição e fornecimento de medicamentos necessários. Infelizmente, a empresa foi notificada por não atender os requisitos técnicos previstos no edital de licitação”, esclarece Claudinei.

A única condição para que os leitos estejam habilitados para o atendimento da população é a empresa contratada cumprir todas as exigências técnicas e, assim, os pacientes infectados pela Covid-19 poderão ser atendidos. De acordo com o parlamentar, a contratada já se comprometeu em solucionar as pendências, sendo que envolve também a necessidade de um médico intensivista para assumir a responsabilidade do contrato e fazer a devida assinatura do documento.

“São mais de 50 integrantes neste contrato para atender estes novos leitos que envolvem médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, técnicos, entre outros. Infelizmente, estamos perdendo vidas. Já são 17 pessoas na fila de espera por um leito de UTI Covid-19. Vamos continuar acompanhando essa situação para que a empresa resolva essa situação contratual”, informa o deputado.

Também, marcaram a presença no encontro com a diretoria do Hospital Regional, os deputados estaduais Ulysses Moraes (PSL) e Thiago Silva (MDB).

Unidade – O Hospital Regional Rondonópolis é referência na região sul e sudeste de Mato Grosso, sendo que já conta com dez leitos UTI Covid-19 e terá este novo incremento com os 20 que aguardam ser habilitados. A unidade realiza atendimento por meio da Central de Regulação, Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ou Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook